Com passagem a R$ 4,30 Vinhedo é um dos transportes mais caros do país por km rodado. Em 09 anos tarifas tiveram 65% de aumento, cerca de 12% acima da inflação.

A Prefeitura de Vinhedo, como de costume, autorizou novo aumento do transporte coletivo na cidade. Os ônibus, em Vinhedo, circulou trechos curtos, em geral de até 4 km. A eficiência para aumentar não se aplica nas exigências de qualidade, cumprimento das cláusulas do contrato de concessão e da legislação em vigor.

Entre os exemplos de descumprimento é possível destacar o que não foi feito: implantação de micro terminais de passageiro na região dos Sete Bairros e no Centro; Construção de uma garagem; instalação e/ou substituição de 15 abrigos especiais; instalação de escritório local; colocação de quadro de horários e itinerários nos pontos e terminais; 50% da frota com o IPVA pago na cidade; ouvidoria própria; criação de mais linhas e horários; modicidade nas tarifas; adequação do Terminal da Capela; totalidade da frota adaptada para deficientes

Não se tem um controle rigoroso sobre a concessão. O sistema municipal de transportes ainda está no século passado e não contamos com a bilhetagem eletrônica (para saber quantas pessoas usaram) e GPS nos veículos (para controlar cumprimento de horários e itinerários). É claro que isso é uma clara opção do governo pois, paralelamente, descumprem a lei orgânica, não tendo um Conselho Municipal de Transportes e nem a publicação rotineira dos dados do setor.

Isso já foi denunciado ao Ministério Público:

https://rodrigopaixao.com.br/2016/01/31/rodrigo-paixao-transporte-coletivo-vinhedo-2/

O grupo político que está há 18 (dezoito) no poder prometeu, em diversas ocasiões, a integração, bilhete único, mais linhas, internet, cumprimento de horários, conforto e ar condicionado nos ônibus da cidade.

Mas os aumentos não pararam. De 2009 até agora as tarifas somadas subiram 65,12% (com a soma de cada ano, sem o produto composto dos aumentos sucessivos), saindo de R$ 2,50 para R$ 4,30 (cerca de 12% acima da média inflacionária). Importante registar que não houve aumento em 2013, devido às mobilizações ocorridas em todo o Brasil. No entanto, houve a ampliação de incentivos fiscais.

Data Valor % + INPC Diferença IPCA Diferença
27/01/2009 R$ 2,50 8,70 6,48 2,22 5,90 2,80
25/02/2010 R$ 2,60 4,00 5,03 -1,03 5,09 -1,09
03/03/2011 R$ 2,85 9,62 7,10 2,52 6,84 2,78
21/03/2012 R$ 3,00 5,26 5,47 -0,21 5,85 -0,59
30/07/2014 R$ 3,30 10,00 6,35 3,65 6,80 3,20
23/01/2015 R$ 3,50 6,06 2,35 3,71 2,57 3,49
07/01/2016 R$ 3,80 8,57 11,27 -2,70 10,67 -2,10
12/02/2017 R$ 4,20 10,53 7,03 3,50 6,69 3,84
24/03/2018 R$ 4,30 2,38 2,06 0,32 3,18 -0,80
Totais 65,12 53,14 11,98 53,59 11,53

Desde 2013 participo de iniciativas que organizaram propostas para o setor:

https://rodrigopaixao.com.br/2013/05/06/transporte-coletivo-audiencia-publica-de-02052013-propostas/

Em 2016 fui Relator e Valdir Barreto Presidente de uma Comissão que sistematizou mais propostas e fez um diagnóstico do sistema

Para ler o Relatório da Comissão de Transportes clique aqui

O que falta na verdade é independência e vontade política para resolver o problema. Cidades muito mais pobres do que Vinhedo organizaram sistemas mais rápidos, seguros e eficientes. Vinhedo pode muito mais!

Anúncios

Muito obrigado por sua contribuição.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s