Ministério Público Estadual também abriu inquérito na tarde de hoje.

Prefeitura deve se manifestar nas próximas horas e mandato judicial está a caminho.

Acaba de ser publicada nova decisão sobre o funcionamento das unidades de Pronto Atendimento de Vinhedo. O juiz federal, dr. Renato Nigro decidiu que “deve ser mantido o normal atendimento da UPA 24h”. Ou seja, com toda a equipe multidisciplinar de 20 profissionais, clínicos, pediatra, raio-x, etc

Em relação ao PA da Capela ele entendeu que se trata de um espaço mantido com verbas municipais e que não recebe verbas federais. Portanto, ficará a cargo da Prefeitura, podendo ser objeto de análise do Ministério Público Estadual.

Na noite de ontem o Promotor de Justiça de Vinhedo, dr Rogério Sanches Cunha, após receber a notícia do novo funcionamento do sistema de saúde, efetuou uma diligência, juntamente com a Polícia Militar. Foram encontradas diversas irregularidades no funcionamento da UPA e superlotação na Santa Casa.

Por conta dessa situação na tarde de hoje foi instaurado um inquérito civil para investigar o funcionamento do sistema de urgência e emergência e do sistema hospitalar do município de Vinhedo.

Texto sem revisão

Para ler todos os documentos da Ação Civil Pública que tramita na Justiça Federal clique aqui

Para ler o resultado da diligência da Promotoria de Vinhedo clique aqui

Para ler a Portaria do Inquérito Civil do Ministério Público Estadual clique aqui