Nota de Repúdio às perseguições políticas ocorridas em Vinhedo

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) de Vinhedo vem a público denunciar as perseguições e intimidações que o partido está sofrendo em Vinhedo, em especial contra nosso pré-candidato a Prefeito, Rodrigo Paixão.

Essas perseguições acontecem em um contexto onde outros episódios recentes revelam a face autoritária de pessoas ligadas ao governo de Milton Serafim.
A intolerância ao protesto organizado por alunos da Escola Integração, processos contra outras lideranças da cidade e o recolhimento de um jornal que criticava o governo são claras demonstrações de que a Democracia em Vinhedo tem sido ameaçada.

Rodrigo Paixão teve seu nome colocado em duas representações – já arquivadas – que têm o objetivo de intimidar nosso partido e nossa ação no município. Elas foram protocoladas no final do ano passado pela Prefeitura de Vinhedo.

Ambas lançam acusações difamatórias de “aliciamento de menores” e prática de “crimes contra os direitos da criança e adolescente” pelo simples fato de Rodrigo Paixão e outros cidadãos terem se solidarizado com os alunos e pais da Escola Integração.

Os dois casos foram arquivados pela Promotoria e pela Delegacia de Polícia. Agora está claro quem usou da fragilidade das crianças para fazer política oportunista e eleitoreira. Justiça foi feita, mas a luta não terminou. Ao que tudo indica vão surgir outros ataques.

Aliado a isso, o uso de acusações feitas por cartas e representações anônimas e por perfis falsos na internet tem sido um lamentável método usado na política vinhedense pelos covardes e traiçoeiros.  O objetivo é colocar todos no “mesmo saco”. Confundindo a população e desacreditando a política como uma forma de fazer o bem.

Essa forma de fazer política que apela para agressões pessoais e para uso de mentiras e falsas acusações é arma de quem está desesperado para não perder o poder. Por não terem projetos e idéias capazes de fazer um debate de forma leal, recorrem à agressão e à perseguição.

O PSOL quer deixar registrado que não se intimidará e continuará a atuar nas lutas da cidade, em defesa de serviços públicos de qualidade, nas campanhas Ficha Limpa e Eleições Limpas e apoiará as causas legítimas da sociedade civil organizada.

Repudiamos essa forma odiosa, desleal e autoritária de fazer política, que não consegue conviver com as diferenças. O uso dos tribunais para resolver diferenças políticas e o método deplorável de perseguir quem tem opinião diferente é uma grave ameaça à democracia.

Continuaremos firmes, juntos com o povo de Vinhedo, lutando por uma cidade livre, justa e democrática. Não daremos nenhum passo para trás.

Vinhedo, 02 de fevereiro de 2012.

Executiva Municipal do PSOL
Valdir Barreto – Presidente

Anúncios

  3 comments for “Nota de Repúdio às perseguições políticas ocorridas em Vinhedo

  1. Leide Alice de Almeida
    8 de fevereiro de 2012 às 13:10

    A única forma da população não ser manipulada por esta ou outras informações difamatórias é fazer-se trabalho de politização com a população.
    O PSOL esta fazendo?

    Curtir

  2. Rodrigo Paixão
    8 de fevereiro de 2012 às 13:17

    Sim, estamos indo aos bairros, participando de lutas e campanhas na cidade

    Curtir

  3. 6 de junho de 2012 às 00:45

    o Prefeito de Vinhedo acaba de ser elogiado pela Revista Prefeitos o que dizer desta reportagem? Existe possibilidade dessa matéria ter sido publicidade paga?

    Curtir

Muito obrigado por sua contribuição.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s