É hora de debater a VINHEDO REAL

Neste final de semana, o PSOL, partido do qual faço parte, realizará um Encontro Municipal que vai definir sua linha de ação para 2012. Mais do que falar sobre o processo eleitoral que se aproxima, faremos uma reflexão sobre o futuro político de Vinhedo.

Afinal, o que um partido de oposição, como o PSOL, pode fazer por Vinhedo? Quais são as tarefas e desafios colocados para nós que nos indignamos diante das injustiças? Só vejo dois caminhos para o PSOL.

O primeiro deles seria reconhecer que tudo que é divulgado sobre Vinhedo na grande imprensa é verdade (sabemos que não é porque moramos aqui). Este cenário corresponderia provavelmente a uma ampla hegemonia do “miltismo” e de sua forma de fazer política, e seria coerente de nossa parte nos alinharmos ao atual governo. Esse é rosto da nossa derrota.

Um segundo caminho possível, defendido até aqui pela totalidade dos filiados e filiadas do PSOL, consiste em enfrentar a forma de fazer política, que chamamos de “miltismo”, e alterar a correlação de forças na cidade. Essa é a tese que o PSOL defenderá no plenário da Câmara Municipal neste domingo.

Estamos absolutamente convencidos que a VINHEDO REAL é muito diferente da VINHEDO VIRTUAL apresentada nos noticiários nacionais. Apesar de termos uma boa qualidade de vida, existem muitos problemas, desigualdades e injustiças para serem enfrentadas, principalmente, se levarmos em conta o orçamento municipal.

Reconhecer esses problemas e não empurrar a sujeira para debaixo do tapete é tarefa de todos que desejam, honestamente, que a cidade prospere. A VINHEDO VIRTUAL, que vende ilusões para seus cidadãos e para todos que nos assistem no Jornal Nacional, coloca em risco seu próprio potencial.

Na VINHEDO REAL, a fragilidade estratégica dessa política é notada no aumento da criminalidade, nos colapsos no sistema de abastecimento de energia, na falta d’água nos condomínios e bairros populares e na lentidão do trânsito. Também é sintomática a falta de creches e médicos.

Na VINHEDO VIRTUAL que usa e abusa do marketing político, as pessoas são vistas como massa de manobra. O fazer política é somente um ato formal, onde cargos são distribuídos e lideranças cooptadas. Nesta Vinhedo fantasiosa, quem faz críticas ou ousa enfrentar o rei é perseguido e intimidado.

Já na VINHEDO REAL, a criminalidade aumentou em relação aos anos anteriores. Nesta Vinhedo, que o governo não divulga, os salários e cargos dos políticos são turbinados da noite para o dia. A propaganda sistemática da “Vinhedo que Queremos” subestima a inteligência de quem paga os impostos.

Uma parcela importante da cidade questiona a VINHEDOVIRTUAL. Basta saber qual será o resultado do embate entre os que sabem e querem fazer algo para mudar e os que sabem e querem manter tudo como está.

A questão que coloco é a seguinte: até quando terá força essa forma de fazer política? Quanto tempo Vinhedo resiste? Para termos uma cidade ética, justa, moderna, democrática e sustentável é preciso olhar além da montanha e estimular os cidadãos a refletirem sobre o futuro de nosso município.

Precisamos de um projeto que empolgue a cidade e valorize todos os seus cidadãos. O PSOL entra 2012 debatendo com o povo de Vinhedo e ajudando humildemente a encontrar uma saída para este encruzilhada em que nos encontramos.

Não podemos ser reféns de uma forma atrasada de fazer política.  Mostrar e debater a VINHEDO REAL com seus erros e acertos, valorizar nosso potencial, corrigir a rota, eis a tarefa central sobre a qual investiremos tempo e energia este ano.

Vinhedo, 12 de janeiro de 2012

Anúncios

  2 comments for “É hora de debater a VINHEDO REAL

  1. cassia
    13 de janeiro de 2012 às 14:25

    Rodrigo Paixão, boa tarde.
    E se divulgassem a Vinhedo Real, nos noticiários, nos jornais … fazendo uma campanha de conscientização da população sem ter víncula com qualquer partido político.Pois quando se fala em partido de oposição muitos Miltistas, vem o seguinte frase:
    Estão fazendo isso…só para denegrir a imagem o governo, e outra nunca vi ninguém entrevistando a população na praça por exemplo, vc já viu????
    Não sei se ainda há uma solução para Vinhedo, São Paulo, Brasil…. mas sou brasileira, vinhedense e não desisto nunca.

    Curtir

    • Rodrigo Paixão
      13 de janeiro de 2012 às 15:14

      Oi Cássia, obrigado pela contribuição. A idéia é boa. É possível fazer isso de mais de uma forma. Vamos pensar a respeito.
      abraço!

      Curtir

Muito obrigado por sua contribuição.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s