Big Brother Vinhedo – parte I

Nas conversas políticas que faço na cidade, costumo levantar a preocupação de como a política em nossa cidade tomou contornos perigosos. Muitas vezes, adversários políticos convertem-se em inimigos pessoais.

A diferença de idéias, não raramente, é tratada como algo ruim. Aprendi ao longo de 17 anos de militância política que a democracia, a liberdade e o respeito às diferenças, são condições básicas e necessárias para convivermos em sociedade.

É uma temeridade perceber movimentações que defendem o pensamento único. O stalinismo, o nazismo, o fascismo e as mais distintas formas de autoritarismo e totalitarismo escreveram tristes páginas em nossa história.

Eu tinha 22 anos e era aluno de Ciência Política na Unicamp quando li pela primeira vez o romance “1984” de George Orwell. Nesta obra, o autor trata de uma sociedade totalitária, onde o cidadão é freqüentemente vigiado e controlado.

Este livro me marcou pela imediata identificação que tive. Literatura, História e Política foram utilizadas de forma brilhante por Orwell para sua luta em defesa da liberdade e da democracia.

“O Grande Irmão (Big Brother) zela por ti”. Esta era a frase que justificava o controle dos meios de comunicação, a perseguição política, a proibição ao pensamento crítico e criativo. Ela era o centro da política que coibia a liberdade individual.

Aqui em Vinhedo, com um olhar atento é possível observar agentes políticos defendendo que tudo está perfeito. Que o “Grande Irmão” da Humberto Pescarini está cuidando de tudo para nós. Falar algo em contrário é falar contra Vinhedo.

Ousar quebrar esse bloqueio é se arriscar a receber uma avalanche de ataques, muitas vezes desqualificados. Contestar o poder em Vinhedo é algo que gera reações das mais absurdas.

Uma reunião política é logo criticada, repreendida e desmerecida. Movimentos sociais e campanhas cidadãs são atacados como se fizessem mal para a cidade. O uso de boatos, ameaças e mentiras também são armas costumeiras.  Até quando vamos admitir esse tipo de coisa?

Seria mais inteligente disputar a hegemonia convencendo as pessoas. Mas alguns preferem muitas vezes o sabor de “detonar” os que não se alinham aos seus interesses. Hannah Arendt nos ensinou que a opinião que precisa ser vencida na “porrada” é uma opinião que está levando vantagem.

Vinhedo não pode ficar refém de um jeito ultrapassado de fazer política. Nossa cidade é muito maior do que tudo isso. Estou convencido de que é possível ter uma cidade mais ética, justa e democrática O potencial humano e econômico que temos, deve estar a serviço do desenvolvimento do município e não de interesses particulares.

Procuro sempre tratar de forma respeitosa meus adversários. Não misturo a vida pessoal de ninguém com as disputas políticas. Considero que a verdade e o respeito não são valores secundários.

Por não concordar com a política do pensamento único, defendo, para todos, o direito de se expressar, disputar eleições, ter espaço nos jornais, nas rádios, nos conselhos, enfim, de fazer política sem constrangimentos e perseguições. É para essa Vinhedo, plural, livre e democrática que pretendo continuar lutando.

Artigo publicado nos Jornais Tribuna de Vinhedo e Folha Notícias, nos dias 05 e 06 de agosto, respectivamente.

Anúncios

  1 comment for “Big Brother Vinhedo – parte I

  1. Angelo Carlos Sterzek
    8 de agosto de 2011 às 11:42

    Muitas pessoas ou partidos não aprenderam a viver com as diferenças e até acham que são donos da verdade, com isso erram mais. Acho que tem a ver com o medo de perder o poder, mas não percebem que é assim que o perderão. O poder não se compra, não se impõe, ele é adquirido com respeito e trabalho bem feito.

    Curtir

Muito obrigado por sua contribuição.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s