Quanto vale seu voto?

Se fôssemos medir matematicamente o peso do voto de um vinhedense chegaríamos à espantosa conclusão de que, cada um de nós, só representa 0,002% de força eleitoral, considerando o universo total de eleitores.

Vinhedo tinha na última eleição 50.252 (cinqüenta mil, duzentos e cinqüenta e dois) eleitores em condições de voto e já é, em relação aos 5.565 municípios brasileiros, uma cidade de médio porte.

Esse percentual serve, simbolicamente, para deixar mais evidente que, de forma individual, temos pouca interferência na realidade da cidade. Para influenciar o futuro de Vinhedo é necessário muita organização.

Ilhada nos bairros e condomínios, sem informação sobre o que ocorre na política da cidade, a maioria pode ficar refém daqueles que possuem as informações e o poder para dirigir a cidade para onde convier, segundo seus interesses.

Se for verdadeiro o boato que corre nos bastidores de que uma eleição para Prefeito, em Vinhedo, costuma custar, extra-oficialmente, R$ 5.000.000 (cinco milhões de reais), podemos anunciar outro cálculo.

O voto de cada um custaria – se dividirmos o custo da eleição pelo número de eleitores – R$ 99,50 (noventa e nove reais e cinqüenta centavos). Ainda que este cálculo seja somente para termos uma idéia do que costuma estar em jogo em uma eleição municipal, lamentavelmente existe quem, de fato, venda seu voto.

Fala-se na entrega de notas de R$ 50,00 no dia da eleição. Diversas denúncias já foram feitas de que outras formas de compra de voto são praticadas. Elas são variadas: entrega de cesta básica, distribuição de material de construção, remédios, enxoval e até promessas de emprego.

Os políticos acostumados a disputar eleições gastando fábulas em dinheiro, são justamente aqueles que, estando no poder, vão querer reaver este dinheiro. Essa é uma das fontes motivadoras da corrupção com o dinheiro público.

Aqueles que gostam de Vinhedo e se preocupam com o futuro da cidade, precisam refletir seriamente sobre a necessidade de participar mais ativamente da política municipal, ainda que de forma indireta.

Se mais vinhedenses se mobilizarem para participar do processo eleitoral que se avizinha, certamente teremos uma eleição onde a disputa de idéias e de projetos vai minimizar o peso do dinheiro.

Essa lógica serve não somente para o momento das eleições. Precisamos de mais pessoas dispostas a atuar nos conselhos municipais, nas associações de moradores, nos condomínios, ONGs, e em outras entidades que podem propor políticas públicas e fiscalizar aqueles que têm mandatos.

Mesmo com a queda em vários índices sociais, ainda estamos em um dos melhores municípios brasileiros para se viver. Temos que nos orgulhar disso, mas sem esquecer que é possível fazer muito mais e melhor.

Organizados e conscientes de onde queremos chegar, o valor do nosso voto, pode ser do tamanho dos nossos sonhos e objetivos. Muito mais que em forma de cifras, poderá ser medido na consolidação de uma cidade moderna, ética, justa e sustentável.

Artigo publicado nos Jornais Tribuna de Vinhedo e Folha Notícias, nos dias 15 e 16 de março, respectivamente.

Anúncios

Muito obrigado por sua contribuição.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s