Conferência Nacional Eleitoral do PSOL

Encerrou-se ontem a noite a Conferência Eleitoral Nacional do PSOL. Ocorrida em Brasília entre os dias 29 e 30 de abril, a atividade contou com a participação de delegados e observadores de todos os estados da Federação.

Rodrigo Paixão 31/03/08

Da assessoria de Imprensa PSOL – Brasília

O PSOL construirá programas de governo e de atuação parlamentar exeqüíveis e transformadores, capazes de mobilizar a população por radicais reformas democráticas, econômicas e sociais, que incidam na melhoria efetiva da vida do povo.

luciana genro, heloisa helena

A líder do partido na Câmara, deputada Luciana Genro, os deputados Chico Alencar e Ivan Valente e o senador José Nery também participaram. “Faremos uma campanha para dialogar com o povo. É possível acumular forças para construção do socialismo. Será a vez do poder popular”, disse Luciana, pré-candidata à Prefeitura de Porto Alegre. Ivan Valente e Chico Alencar são pré-candidatos às Prefeituras de São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente.

“O PSOL intervirá no processo eleitoral de modo a se constituir uma alternativa de voto ao povo brasileiro, cansado de tanta corrupção”, afirmou a presidente do partido, Heloísa Helena. Segundo ela, o desafio da militância é construir o dia-a-dia do movimento social, honrando os socialistas e todos os trabalhadores brasileiros e estabelecendo laços democráticos. “A moral mais elevada é a moral socialista”, disse, citando o revolucionário russo Leon Trotsky.

Foram aprovados os eixos programáticos para as eleições 2008, entre eles o combate ao neoliberalismo, à corrupção e privilégios e a divulgação de denúncias relativas à subordinação das finanças municipais ao caixa da União, controlado pelo capital financeiro. Os objetivos são estabelecer um sistema integrado de participação popular, realizar uma verdadeira reforma urbana e garantir os direitos sociais. “O programa do PSOL é aquele que nega a domesticação e a acomodação à ordem burguesa e ao mesmo tempo desenvolve, enquanto estratégia de acumulação de forças, elementos organizativos, ideológicos, sociais, políticos e econômicos voltados para a edificação da revolução socialista”.

Política de alianças – O PSOL diferencia as alianças de cunho estratégico daquelas de cunho tático, alianças estratégicas para as quais interessa compor o bloco histórico dos trabalhadores e dos “de baixo” e aliados táticos que não contradigam o programa do partido e seus princípios.

A Conferência aprovou também a Carta Compromisso do (a)s Candidato(a)s do PSOL. São nove pontos que determinam a realização de uma campanha coletiva e programática, o combate ao personalismo e o carreirismo, a divulgação, durante a campanha, de todos os recursos recebidos e gastos, e a denúncia de compra de votos, abusos do poder econômico e utilização de cabos eleitorais pagos, entre outros.

Anúncios

Muito obrigado por sua contribuição.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s